Dança Dia

Dança dia
O núcleo Dança Dia oferece diferentes modalidades, dando liberdade para você experimentar a dança em várias perspectivas dentro de um só núcleo.

URBAN SALSA: A Urban Salsa é pesquisa desenvolvida pelo prof Gui Rocha em parceria com a Mutama. Ela é um resgate do viés latino dentro das danças urbanas e populares. É uma modalidade individual, que tem a Salsa como estilo principal e mais vertentes das danças latinas, como Bachata, Chá-cháchá, Pachanga, Afro Cubano e Rumba. A energia é sua característica e a aula é de moderada a intensa.

URBANAS FUNDAMENTOS: Trabalha com ferramentas que acreditamos ajudar a pessoas a se expressar em forma de movimento, tudo dentro da linha de danças urbanas. Trabalha grande parte em dinâmicas que envolvem conexão, ressignificação, e autoconhecimento também. A prioridade é ser feliz, conseguir trocar energia com as pessoas e, deixar o medo e as inseguranças de lado para poder dançar sem medo dentro e fora de sala!

ACRO: Acro é uma disciplina exclusiva da Mutama desenvolvida pelos professores e professoras da Metodologia Ubuntu. Na acro proporcionamos uma prática diversa com o foco em trabalhar qualidades fundamentais humanas (mobilidade, força, explosão, reflexos, coordenação, sensibilidade, etc). A acro utiliza conhecimentos vindos da capoeira, circo, dança e luta somando a pesquisa autoral do time de professores do núcleo para formatar essas vivências de forma divertida e funcional, buscando sempre o desenvolvimento das qualidades previamente citadas.

ZOUK: É uma dança brasileira que se originou da lambada. Tem movimentos mais lentos, sinuosos, com ondulações. Tem uma marcação forte também. É um dos estilos que mais cresce no mundo hoje.

FORRÓ: O forró é dançado ao som de vários gêneros musicais brasileiros nordestinos. Aqui ensinamos, basicamente, o xote, que contém o famoso “dois pra lá, dois pra cá”. Dentro da marcação do forró pode-se dançar  juntinho (no abraço fechado) e fazer giros, com variações de braços e trocas de lugar.

SAMBA  (DE GAFIEIRA): Estilo de dança urbano, originário do Rio de Janeiro, com forte influência do maxixe e da capoeira, propagado pelos negros imigrantes da Bahia. Inicialmente uma dança marginalizada, dançados em cabarés pelas classes mais humildes, lentamente começa a ganhar mais reconhecimento da sociedade como todo, tendo seus locais de prática nomeados de Gafieiras. A história dessa dança se desenvolve em simbiose a cultura da malandragem, a figura do malandro, das expressões culturais afro brasileiras, até alcançar o patamar de patrimônio cultural que tem hoje.

CONTEMPORÂNEO: Oficina de dança estruturada em três princípios fundamentais: conscientização e percepção corporal; escuta e autonomia; composição e criação.

FUNDAMENTOS DA TÉCNICA CLÁSSICA: Esta oficina tem como proposta explorar princípios que permeiam o balé clássico, tais como, alinhamento, fortalecimento muscular, rotações, eixo, giro, equilíbrio, sistemas apendicular e axial, dentre outros, com o intuito de proporcionar ao aluno uma melhor compreensão do funcionamento do seu corpo.

JAZZ: O jazz é uma modalidade de dança que trabalha muito bem a expressão corporal, através de movimentos coreografados ou improvisos. Nesta aula ensinamos as bases de estrutura técnica do jazz e a partir dela desenvolvemos uma movimentação mais livre, passando por exercícios de repetição, sequências pequenas em diagonal ou aula coreografada.

[/vc_column][/vc_row]