Às vezes, tudo o que a vida precisa é de um pouco de movimento.

background
Atividades para todas as idades, gostos, corpos e experiências.
Nossas modalidades são dividas em núcleos. São eles:
Mova-se
O núcleo “Mova-se” propõe atividades intensas, com base em diversas disciplinas que buscam dar ferramentas para experimentar desafios e aumentar a consciência dos limites. Está dividido em “Mova-se Dia” e “Mova-se Noite”.
Horários
Dança a Dois
O núcleo de “Dança a Dois” convida a desenvolver as linguagens de contato, condução e escuta. Partindo das danças de salão de tradição até novas técnicas de compartilhamento e improvisação.
Horários
Infantojuvenil
Através de diferentes estímulos, o núcleo “Infantojuvenil” convida a criança a desenvolver-se de maneira criativa, brincando com o seu próprio corpo por meio de técnicas de dança, teatro e acrobacias.
Horários
Urbanas e Populares
As aulas do núcleo”Urbanas e Populares” convidam os participantes a se expressarem através dos passos básicos, do improviso e de coreografias.
Horários
Dança Dia
O núcleo “Dança Dia” oferece diferentes modalidades, dando liberdade para você experimentar a dança em várias perspectivas dentro de um só núcleo.
Horários
Ponta e Flex
O núcleo “Ponta e Flex” propõe uma nova perspectiva sobre danças como Ballet e Jazz, além de vivenciar a liberdade da dança contemporânea.
Horários
Siga a Mutama
Instagram
  • Domingo, dia 25, tem mais uma ZOUKZEIRA para você curtir essa vibe que só ela tem. 💚 Já marca presença no Facebook para pagar mais barato no ingresso!
.
📸 @sastahelin
  • De pelúcia, de seda, rendado, cheio de firulas, basiquinho ou só aquela camiseta promocional puída: dia 28 de agosto é dia de colocar seu pijama favorito e vir pra Mutama! 💚
  • Aqui vai um pouco do que rolou no último workshop de Movimentos Acrobáticos Aéreos com @tatileme e @instadoguirocha .
A proposta era preparar o corpo e estudar alavancas e encaixes acessíveis, possíveis de serem aplicados na sua dança. Foi um encontro de estudo do seu corpo e dele em relação ao outro. Obrigada a todes que vieram!! 👉 Quem já tá ansioso/a pra próxima edição?! Comenta aqui ou manda uma mensagem pra gente!

#pracegover Duas fotos e dois vídeos do workshop de Movimentos Acrobáticos Aéreos. Na primeira foto, toda a galera que fez o curso, na segunda, as pessoas levantando umas às outras. Os dois vídeos mostram as pessoas praticando os encaixes e tirando umas às outras do chão. 
#mutama #floripa #dançadesalãocontemporânea #dancadesalaocontemporanea #dançaadois #dançaaduas #conducaocompartilhada #conduçãocompartilhada
  • Dia 24/08 é dia de ficar de ponta cabeça na Mutama com a prof @marianabdls nesse 🤸🏽‍♂️Workshop super especial de Fundamentos de tecido e lira 🤸🏽‍♂️
⠀
O workshop é pensado para pessoas iniciantes nas duas práticas e as inscrições são diretamente com @marianabdls.
⠀
✨ E aí, bora curtir um sábado à tarde diferente e se jogar nessa modalidade super divertida e desafiadora?!
⠀
Marca aqui embaixo aquele amiguinho ou amiguinha que estavam só esperando essa oportunidade! 🤣
⠀
#mutama #acrobacias #aerialsilks #tecidoacrobatico #movimento
  • Neste sábado, dia 17 de agosto, estaremos na programação da @maratonacultural com duas apresentações na Mostra de Dança: a coreografia Relacional, com @tatileme e @carlos_afd, e a coreografia 9019, com a turma de Urbanas. É a partir das 19h no Teatro do CIC!
.
A entrada é gratuita, basta pegar o ingresso 01 hora antes na bilheteria do teatro! Vamos?
  • Teve música, dança, poesia, exposição de artes, fotografia e muito mais. As fotos da @maludias.fotografia nao nos deixam mentir - e tem muito mais no nosso Facebook. 🤣
.
Obrigadx, alunas, alunos e alunes por fazerem dos nossos Saraus momentos tão especiais! Vocês são f*%@!
.
Vamos começar o próximo? 😁
  • #Repost da nossa prof @marianabdls:
・・・
É preciso falar sobre gênero na cultura do movimento!
⠀⠀⠀⠀
Hoje eu venho aqui pra compartilhar uma questão que venho fritando a cabeça há dias. Que, pasmem, pode ser o tema de um mestrado no futuro. O questionamento é: O quanto a construção social de gênero influencia o engajamento em práticas corporais e, mais especificamente, o desenvolvimento de capacidades físicas em mulheres, como por exemplo, a força? E o quanto uma autoimagem construída tendo como base estereótipos de gênero despotencializa nosso ser psicológico? Por exemplo, qual a relação entre me reconhecer fisicamente forte vs. psicologicamente forte?
⠀⠀⠀
No meu dia a dia eu vejo muito isso acontecer. Mulheres (principalmente) reproduzem fronteiras de gênero demarcadas quando acreditam que não conseguem fazer determinada coisa por que não são fortes suficientes, ou qualquer outra crença infundada, mas muito solidamente construída ao longo dos anos que as influenciam diretamente nas atividades corporais que demandam força: uma capacidade física historicamente atrelada a construção do masculino. Na maioria das vezes o que as impede de executar determinado movimento não é uma limitação física, mas fatores sociais e psicológicos que foram construídos sobre si mesma.
⠀⠀⠀
É muito maluco cursar 5 anos de Psicologia e mal e mal ouvi falar da relação entre “corpo e mente”, e quase 10 anos depois na Educação Física viver o mesmo paradoxo! No meu ponto de vista há muuito diálogo inexplorado entre essas duas partes indivisíveis que didaticamente chamei de corpo e mente. E nossa senhora, como o social é uma parte enorme e influente na nossa construção identitária. E aí o que acontece? Muitas vezes a gente não se conhece e acaba performando uma identidade que nem é nossa! Eu nem sei onde quero chegar com esse texto, só tô pirando nas possibilidades de ressignificar determinadas crenças e chegando a conclusão que é uma violência limitar seu corpo a uma construção social que talvez você nem acredite (ou nunca tenha pensado sobre).
⠀⠀⠀
CONTINUA ⬇️
  • Na última sexta-feira, os profes @tatileme e @instadoguirocha levaram a dança como ferramenta para um trabalho de conexão, diálogo e criatividade  junto a @resdigitais . Amamos o alcance e a potência em trazer a dança como suporte para treinamento de grupos e empresas! .

#pracegover Sequência de fotos e vídeos da aula de dança para a Resultados Digitais. As pessoas estão sendo sensibilizadas por toques. Também estão em trios criando movimentos com os braços; e estão deslocando pela sala enquanto imitam os movimentos umas das outras. .
#mutama #rd #resultadosdigitais #floripa #dança
  • Forrozeira cheia de novidades! 
Além da festa ao som da banda @forrodifulo , nesta edição, a Forrozeira convida:
Jéssica Couri e Clarissa Vieira/Pé Descalço para o Aulão pré-festa! > Quando? dia 04/08
> Que horas? Das 17:30h às 19h
> Valor? R$35 para alunes Mutama e R$40 para não-alunes com confirmação de presença no evento. Ou R$40 para alunes Mutama e R$45 para não-alunes sem confirmação.
> O que inclui esse valor? Aulão + a festa!

Jéssica Couri há 7 anos começou nas danças a dois. Em 2014, se especializou em forró na escola Pé Descalço, onde aprendeu e se apaixonou por ensinar. Frequentadora de festivais e congresso de forró pelo Brasil, aprendeu outros estilos como o roots, nordestino e o eletrônico e hoje combina tudo num forró mais livre. Atualmente é aluna na Mutama!

Clarissa Vieira é dançarina desde os 5 anos. Proprietária, diretora e professora da Unidade do Pé Descalço em Juiz de Fora desde 2013. É uma das examinadoras oficiais da escola e conquistou recentemente o colar vermelho, última e maior graduação do Pé Descalço. 👉 Para mais info: @tatileme ou @nospassosdadanca
  • Coreografia 9019 de @carlos_afd e @viniciusniu apresentada pelos alunos do núcleo de Urbanas e Populares no Sarau da Mutama no dia 06 de julho de 2019.
  • Coreografia "Tecido da Existência", uma criação coletiva  com alunas do núcleo Ponta e Flex e Urbanas e Populares. Apresentada no Sarau da Mutama no dia 06 de julho de 2019.
  • Laboratório da Ubuntu em um jogo de improviso no Sarau da Mutama no dia 06 de julho de 2019.
Inscreva-se para mais informações
Faça Parte
Telefones
(48) 3879-9300
(48) 98818-1321
Faça uma visita!
Estamos localizados na Rua Cap. Pedro Bruno de Lima, 47 Trindade, Florianópolis - SC, 88036-230